Lah em Cingapura


ESTÁDIO FLUTUANTE MARINA BAY

Chamado de Estádio Flutuante Marina Bay, o campo mede 123 metros de comprimento e 83 metros de largura, e é 5% mais larga do que o campo de futebol do Estádio Nacional de Cingapura. A plataforma pode aguentar até 1070 toneladas, equivalentes ao peso total de 9 mil pessoas, 200 toneladas de adereços e 30 toneladas de veículos militares. As galerias da plataforma tem capacidade para até 30 mil pessoas. O estádio e sua arquibancada fazem parte do Circuito Marina Bay, onde é realizado a F-1 em Setembro, fica localizado nas curvas 17 e 18, justamente onde Nelsinho Piquet bateu de propósito. A plataforma tinha 13 meses para estar pronta, e exatamente ao prazo final do prazo, já estava pronto.



Escrito por Thiago Gomes às 21h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ROTINAS ROTINEIRAS DO MEU DIA-A-DIA COTIDIANO

Depois de alguns dias conturbados, vamos voltar a dar vida no blog e antes de mais nada: Sim, o título é proposital.

 

Como eu disse no blog (antes do UOL me fazer o favor de deletar), a população de Cingapura é uma mescla de chineses, indianos, malaios e o resto (que “é nóis”), ou seja, o inglês daqui não é uma coisa que se diga “meu deus, que fluência Shakesperiana” mas ainda assim é muito melhor que qualquer lugar da Ásia e nem se compara com o Brasil. Mesmo assim há lugares que você vá e que se sinta com dificuldades de conversar em inglês. Se você é pão duro como eu e gosta de se aventurar, experimente cortar o cabelo e lugares fora do centro e mais simples. Juro, sinto calafrios a cada vez que vou.

 

Primeira lição é: se o barbeiro não fala tão bem inglês, comunique-se como Tarzan. Nem tente um “gostaria de cortar as pontas mas procure fazer…” não! O negócio é: aqui curto, aqui maior, sem diferença, ok?

 

Segunda lição: não o interrompa. Eles possuem uma maneira peculiar de cortar. Começam pela parte de trás, vai pra frente, volta pra trás, enfim. Você acha que ele tá esquecendo de alguma coisa mas não está não, é assim mesmo.

 

Terceira lição: São extremamente detalhistas. Mesmo após finalizar e você dar o seu ok, é normal eles revisarem o resultado e acertar alguns milímetros que não estão alinhados.

 

Estou aqui há mais de 2 anos e só tive um problema para cortar cabelo e que fui obrigado a passar máquina no final mas sobrevivi. Aliás, para quem viu a reportagem do LANCE!, viu como tive que ficar. =)

 

http://www.lancenet.com.br/noticias/10-09-24/832166.stm



Escrito por Thiago Gomes às 22h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog